Buscar
  • Bruno Cavalcante

62. (CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2011)

Uma determinada empresa desenvolveu, ao longo dos últimos anos, um programa de relações com empregados que contava com o ‘gerenciamento por caminhadas’ e uma ‘política de portas abertas’. No primeiro, os gerentes e supervisores devem sempre ir às pessoas em seus locais de trabalho, para verificar como se sentem a respeito das atividades e seus desempenhos pessoais. No segundo, os gerentes e supervisores devem promover no local de trabalho um ambiente favorável a explicitar a filosofia de trabalho e permitir a livre expressão de ideias e sugestões.

O programa de relações com empregados tem como eixo central a

(A) assistência (B) comunicação (C) cooperação (D) disciplina (E) proteção

COMENTÁRIO (Por Pâmella Arruda)

As 5 opções dadas pela questão são características que devem ser incluídas no desenho de um programa de relações com empregados. Vejamos cada uma:

Assistência  os funcionários devem receber apoio e suporte da organização em suas necessidades individuais.

Comunicação  deve ser de mão dupla. A empresa deve comunicar sua filosofia a todos os empregados.

Cooperação  a organização deve proporcionar a possibilidade de que todos cooperem na tomada de decisões e no controle de atividades.

Disciplina  a empresa deve ter regras claras quanto aos procedimentos de disciplina e conflitos.

Proteção  todos devem se sentir seguros e protegidos em seu ambiente de trabalho.

Com base nisso, vemos que todos as opções são necessárias no programa de relações com empregados. No livro do Chiavenato, não há uma definição do eixo central do programa, mas há um caso de apoio que cita o gerenciamento por caminhadas e uma política de portas abertas e dentro desse caso está escrito que “a principal força (…) foi a eficácia da comunicação – tanto descendente como ascendente – dentro da organização”. Assim, apesar dos programas de relações com empregados não terem necessariamente um único eixo central, no caso de políticas de portas abertas e outros projetos similares, o foco passa a ser na comunicação aberta entre os níveis.

RESPOSTA LETRA B

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O desenvolvimento de carreiras de funcionários deixou de ser exclusiva responsabilidade das empresas, já que os próprios trabalhadores assumem parte desta responsabilidade. A essência de um programa d

A teoria dos dois fatores de Herzberg apresenta duas abordagens para a motivação: a dos fatores motivacionais, que se baseia em necessidades subjetivas de caráter intrínseco, e a dos fatores higiênico

A disciplina progressiva é a forma mais utilizada de procedimento disciplinar, aplicado pelo gerente, que dá ao colaborador a oportunidade para corrigir seu comportamento. As infrações podem ser catal