Questões de Concurso

Com a mudança de foco do site, foi alterador o serviço de hospedagem. Na migração dos posts de questão, pode ter acontecido algum problema, o principal que identifiquei foi a ordem das questões, que não estão mais seguindo a ordem das provas.

Tentarei aos poucos ir ajeitando isso. Mas todas as questões estão disponíveis, nenhuma foi deletada.

36. (CESGRANRIO – PETROBRAS BIOCOMBUSTÍVEIS – ADMINISTRADOR/2010)

Ao longo dos últimos anos, o conceito e a importância da função logística evoluíram continuamente, fazendo com que, hoje, ela seja considerada uma função vital para a competitividade das empresas. Para garantir eficiência e eficácia, as empresas passaram a se preocupar não só com as relações binárias com fornecedores e clientes, mas também com os principais atores de sua Cadeia de Suprimentos. Com relação às melhores práticas de gestão da Cadeia de Suprimentos, analise as afirmativas a seguir.

I – O efeito chicote é resultado da colaboração acentuada entre empresas da mesma Cadeia de Suprimentos. II – Através da colaboração, as empresas compartilham informações estratégicas, com o objetivo de maximizar a lucratividade global da Cadeia de Suprimentos. III – O posicionamento de uma empresa em um cluster ou arranjo produtivo local acelera o processo de integração logística. IV – Para reduzir o custo total logístico, as empresas devem buscar minimizar, isoladamente, o custo de cada função logística.

Estão corretas APENAS as afirmativas (A) I e II. (B) I e IV. (C) II e III. (D) I, II e III. (E) II, III e IV.

Livro: – Administração da Produção – Stuart Chambers, Robert Johnston e Nigel Slack – Logística Empresarial – Ronald Ballou

Nessa questão utilizarei a estratégia que não gosto de explicar aqui no blog, mas pelo simples motivo de sempre, se fosse falar aqui para englobar tudo que está na questão, resumiria quase um livro inteiro.

Primeiro uma pequena definição de cadeia de suprimentos: É uma sequência de unidades produtivas dentro da rede de suprimentos de uma organização. O conceito de Gestão da Cadeia de Suprimentos, engloba: – Gestão de compras e suprimentos; – Gestão da distribuição física; – Logística; – Gestão de materiais.

I – O efeito chicote é resultado da colaboração acentuada entre empresas da mesma Cadeia de Suprimentos.

Uma cadeia de sumprimentos passa longe de ser completamente estável, e uma variação de demanda em um elo da cadeira pode gerar uma variação completamente diferente em outros elos, o gráfico explica melhor.


Notem que uma pequena variação de demanda no varejista, tido nessa cadeia como consumidor final, gera uma variação imensa na produção do fabricante. Isso é chamado efeito chicote. Não é resultado da colaboração acentuada, é resultado do fenômeno: uma variação para cima no varejista, puxa para cima as compras do atacadistas, pois se a crescente continuar ele terá estoque de reserva, que por sua vez puxa para cima o do fabricante, pensando a mesma coisa. Para baixo funciona do mesmo jeito. Opção Falsa;

II – Através da colaboração, as empresas compartilham informações estratégicas, com o objetivo de maximizar a lucratividade global da Cadeia de Suprimentos. Segundo Slack, a gestão da cadeia de suprimento tem os seguintes objetivos: – Focalizar na satisfação dos clientes finais; – Formular e implementar estratégias baseadas na obtenção e retenção de clientes finais; – Gerenciar a cadeia de maneira eficaz e eficiente: Esse tem a ver com o ítem da questão. A gestão da cadeia de cadeia de suprimentos exige uma abordagem holística, global da cadeia de suprimentos. Para que se alcance essa eficiência e eficácia é preciso que os fornecedores, fábricas e revendedores tenham sistemas integrados, para minimizar estoques, diminuir lead-time e custos logísticos, quando toda essa integração acontece, com todas as informações compartilhadas, temos um aumento na lucratividade por consequencia. Opção Verdadeira.

III – O posicionamento de uma empresa em um cluster ou arranjo produtivo local acelera o processo de integração logística. Bem, acredito que todos aqui já usaram o windows 98 e viram aquela maldita limpeza dos clusters do HD, aquele processo que demorava horas, dizia que seu computador tava cheio de clusters defeituosos e eu, de fato, nunca vi diferença em fazer aquilo ou não. Isso foi só para exemplificar o que são “clusters”. Grosseiramente falando, cluster é um aglomerado. Seja de informações, de empresas, de indústrias. Imagina uma empresa fora de um cluster produtivo. Os fornecedores nem sempre são exclusivos, então quando essa empresa pedisse, sempre teria que desviar um caminhão do fornecedor da rota, sem contar com sempre ter que pedir um mínimo para o forncedor fazer a entrega. Quando estão todas as indústrias perto, o caminhão vai para um só lugar e pode encher o caminhão com pedido de várias indústrias. Sem contar que normalmente os principais fornecedores buscam já ficarem instalados perto de aglomerado de indústria, para facilitar logística e comunicação com os clientes, em geral. Opção Verdadeira.

IV – Para reduzir o custo total logístico, as empresas devem buscar minimizar, isoladamente, o custo de cada função logística. Nesse item a pegadinha estava bem óbvia. Buscar minimizar cada função ISOLADAMENTE não é o caminho para reduzir o custo total logístico. Ações integradas, diminuindo custos em atividades que possam funcionar com menos investimentos, realocando recursos. Esse é  o caminho, sempre integrado. Opção Falsa.

RESPOSTA LETRA C


Posts recentes

Ver tudo