Questões de Concurso

Com a mudança de foco do site, foi alterador o serviço de hospedagem. Na migração dos posts de questão, pode ter acontecido algum problema, o principal que identifiquei foi a ordem das questões, que não estão mais seguindo a ordem das provas.

Tentarei aos poucos ir ajeitando isso. Mas todas as questões estão disponíveis, nenhuma foi deletada.

35. (CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2011)

Uma empresa decidiu contrair em 30 de junho seu único financiamento no valor principal de R$ 36.000,00 que será amortizado no prazo de 2 anos, pagos em parcelas mensais constantes. Os juros totais do empréstimo, no valor de R$ 2.400,00, foram pagos antecipadamente na data da liberação do empréstimo e serão apropriados de forma linear. Os saldos das contas específicas relacionadas a essa operação, na data do Balanço de 31 de dezembro deste mesmo ano, em reais, serão:


COMENTÁRIO

Antes de começar a questão, vamos à alguns conceitos básicos.

Primeiramente a questão dos prazos: – Curto prazo é tudo que vence até o fim do exercício social seguinte. Tirem da cabeça o “1 ano” que aprendemos nas cadeiras de estratégia da faculdade. Muita gente se confunde com isso. O exercício social, normalmente, é de janeiro a dezembro. Então, se estamos em Janeiro/2012 o curto prazo é até o fim do exercício social seguinte, ou seja, até dezembro/2013. Tudo que vence até o fim de 2013 é curto prazo, após isso, ou seja 2014 em diante, é longo prazo.

Depois questão de despesas antecipadas: – São despesas que foram pagas ou que são devidas antecipadamente, mas que se referem aos períodos subsequentes.  A grosso modo, é como se estivéssemos pagando parcelado para a contabilidade. Ou seja, já pagamos tudo, está tudo como um direito (ativo), mas a contabilidade vai diminuindo desse direito de acordo com que a obrigação incorre, ou seja, vai apropriando esse direito à medida que “aparece” a obrigação. Se paramos para pensar em um seguro: A empresa paga todo no começo do ano, mas vale pelo ano todo. Ou seja, a obrigação do prêmio do seguro incorre mensalmente. Então, ao invés de jogar tudo em um só mês, sacrificando o mês, a contabilidade deixa como um direito e mês a mês vai tirando esse direito até zerar. Logicamente, na contabilidade se estuda esses lançamentos muito mais a fundo, mas para nós da administração basta sabermos os conceitos.

Indo para a questão:

– Em Junho ele contraiu uma divida de 36.000,00 em 24 parcelas iguais. Ou seja, parcelas de R$ 1.500,00. – Os juros são de 2.400,00 a serem apropriados linearmente, ou seja, igualmente durante a duração do financiamento, como são 24 meses, ficam R$ 100,00 de juros por mês. – Estamos em dezembro e ele não falou em entrada, ou seja, a primeira parcela do financiamento foi paga somente em julho. O que nos dá 6 parcelas. Agora podemos montar uma linha do tempo e resolver tranquilamente. (Montei essa linha do tempo como um gráfico no Excel, facilita mais do que desenhar, hehehe)

De azul, estão as parcelas do principal a ser pago. De vermelho, os juros sendo apropriados linearmente.


Pois bem, a questão nos dá 4 contas: – Passivo Circulante: A dívida de curto prazo, lembrando que estamos em Dez/X1, ou seja, curto prazo é que vence até Dez/x2. De dívida temos 18.000,00 com as parcelas do principal. – Passivo Exigível a Longo Prazo (PELP): O que vence após Dez/x2. Temos de parcela principal 9.000,00. – Ativo despesas antecipadas: Ele não nos deu prazo, então contamos todos os direitos que temos, ou seja, os juros que foram pagos e ainda serão apropriados. 600,00 + 1.200,00 = 1.800,00. –  Despesas de juros: O que já foi apropriado como juros do período = R$ 600,00.

RESPOSTA LETRA C

Não esqueçam do FACEBOOK.


Posts recentes

Ver tudo