Questões de Concurso

Com a mudança de foco do site, foi alterador o serviço de hospedagem. Na migração dos posts de questão, pode ter acontecido algum problema, o principal que identifiquei foi a ordem das questões, que não estão mais seguindo a ordem das provas.

Tentarei aos poucos ir ajeitando isso. Mas todas as questões estão disponíveis, nenhuma foi deletada.

28. (CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2011)

Uma mineradora, em meio ao processo de planejamento financeiro, está analisando a possibilidade de lançar debêntures não conversíveis no valor de R$ 20.000.000,00, com valor nominal de R$ 1.000,00 cada debênture, prazo de 3 anos, e pagamento de juros anuais ao final de cada ano, a uma taxa real de 10% ao ano. Para efetivar o lançamento e tornar os papéis mais atrativos, a empresa pretende vender as debêntures a um preço de R$ 980,00 por título, de forma a compensar a taxa oferecida. Os responsáveis pela área financeira verificaram ainda a existência de um custo de 2% sobre o valor nominal de cada título como remuneração para os bancos interessados no lançamento.

Com base nas informações fornecidas e nos valores apresentados na tabela acima, qual a faixa em que se encontra a taxa efetiva anual do lançamento das debêntures, expresso em percentagem?

(A) 4% < i % < 6% (B) 6% < i % < 8% (C) 8% < i % < 10% (D) 10% < i % < 12% (E) 12% < i % < 14%


Antes de começar qualquer coisa dessa questão eu queria dizer: pelo que pesquisei, acredito que essa tenha sido a questão mais difícil dessa prova, aquela questão feita para ninguém zerar. Tenho um grupo de e-mails para estudo, um grupo de estudos aqui em Fortaleza e pesquisando na Internet, achei 4 maneiras diferentes de se fazer, todas deram resultados diferentes, porém dentro da mesma alternativa correta. Vamos aos poucos desfiando a questão para tentar entender por completa.

– Primeiro algumas definições: Debênture é um título de dívida, ou seja, a representação de um empréstimo que a companhia faz a terceiros. O Ross considera debênture como um título sem garantia, mas alguns autores divergem e dizem que elas podem ou não apresentar garantias, sendo isso inclusive um critério de classificação para elas. Quanto a ser não conversível, quer dizer que os detentores das debêntures não podem convertê-las em ações ou por outros ativos da empresa ou empresas terceiras.

Fiz questão de falar isso, pois vi em uma prova (acho que daqui, local, de alguma prefeitura) perguntando simplesmente isso: “O que são debêntures?”

Indo para a questão, ela pedia TAXA EFETIVA, ou seja, aquela que coincidiria mesmo com o custo das debêntures, e não a taxa real que está na questão.

Primeira maneira: Quando eu fiz, no dia da prova, fiz com o seguinte pensamento:

1 + TaxaReal = (1 + TaxaNominal)/(1 + TaxaDeCusto) A taxa de real é 10% a.a. como dito na questão. Como queremos a dos 3 anos, capitalizaremos e colocaremo 1,331. A taxa de custo é o que a empresa pagou para lançar essas debêntures. No caso, os 2% já de diferença do preço (de 1.000,00 para 980,00) mais os 2% do custo do banco. Ou seja, 4%. A taxa nominal seria o que queríamos achar. Como a taxa é paga somente uma vez, no começo, ficamos com 0,04 mesmo. Colocando na fórmula.

1,331 = 1 + TN/1,04 1 + TN = 1,331 x 1,04 1 + TN = 1,384 TN = 38,4% nos 3 anos.

Olhando na tabela, percebe-se que 1,384 está entre 10% e 12 %, dando a resposta letra D. O gabarito correto. Esse foi o jeito que eu resolvi, mostrei para alguns colegas, alguns disseram que acham que não tem nada a ver, outros acharam que faz sentido. Eu tenho um encontro com um professor de finanças, mais experiente e pergunto isso a ele e coloco aqui.

A segunda maneira que encontrei, feita por um colega foi:

Quanto a empresa pagará no final? R$ 1331,00 Quanto ela recebeu? 960,00

960,00 sendo 100% 1331 seria X

Na  regra de 3 simples.

x = 1,386 = 38,6% para os três anos, olhando na tabela acharia a resposta na letra D.

A terceira maneira foi a do colega de grupo por e-mail, o Helbert Zoll, essa dele faz bastante sentido: i=10%aa n=3

Custos da operação: Custos dos bancos = 2%20.000.000=400.000 Juros = 20.000.000×1,1^3-20.000.000 = 6.620.000 Deságio na emissão de debêntures=(1000-980)x20000 = 400.000 Total dos custos= Custos bancos + Juros + Deságio = 7.420.000 Taxa % total (dos 3 anos) do lançamento das debêntures = 7.420.000/20.000.000 = 37,1%

Como o exercício pede a taxa anual devemos procurar na tabela qual a taxa em 3 períodos representa um aumento de 37%, ou seja, 1,37. Encontramos que o valor está entre 10% e 12% .

A quarta maneira, foi de um colega concurseiro no Fórum Concurseiros, apesar de achar que o colega errou em considerar os 2% do banco em cima dos 980,00 e não dos 1.000,00 que é o valor nominal, das duas maneiras daria bastante parecida.

K = {Cupom + [(Valor de Face – Valor Recebido)/Número de Períodos]} / [(Valor de Face + Valor Recebido)/2] E devemos também calcular quanto foi efetivamente recebido: 980 – 2%*980, então 960,4 K = {100 + [(1000 – 960,4)/3]} / [(1000 + 960,4)/2] K = {100 + 39,6/3} / [1960,4/2] K = {[100 + 13,2] / [1960,4/2]} K = 113,2 / 980,2 K = 11,55% Sendo a letra D, também!

Ou seja, temos 4 maneira, com 4 respostas diferentes, porém bem próximas, mas todas dentro da mesma faixa. Não sei se deixar faixas foi justamente para que nós conseguíssemos fazer de várias maneiras, ou se tudo é só coincidência, o importante é que esse tipo de questão é feita para que nós, meros mortais, não fechemos a prova. Pelo menos não conscientemente. hehe!

RESPOSTA LETRA D


Posts recentes

Ver tudo