Questões de Concurso

Com a mudança de foco do site, foi alterador o serviço de hospedagem. Na migração dos posts de questão, pode ter acontecido algum problema, o principal que identifiquei foi a ordem das questões, que não estão mais seguindo a ordem das provas.

Tentarei aos poucos ir ajeitando isso. Mas todas as questões estão disponíveis, nenhuma foi deletada.

26. (CESGRANRIO – PETROBRAS– ADMINISTRADOR/2010)

Sobre os conceitos de MRP (Material Requirement Planning ou Planejamento das Necessidades de Materiais) e Teoria das restrições, analise as afirmativas abaixo.

I – O MRP determina o momento (tempo) e as quantidades em que cada material deve ser produzido. II – A produção puxada e a empurrada podem coexistir no mesmo processo produtivo. III – Investir em um recurso não gargalo é sempre uma boa opção, pois reduz o tempo de ciclo total do produto. IV – Para que uma linha de produção produza o máximo possível, é necessário que todos os seus recursos utilizem sua capacidade ao máximo. V – No sistema MRP II, todos os recursos de produção são considerados, como, por exemplo, a capacidade das máquinas, a disponibilidade da mão de obra e os recursos financeiros.

Estão corretas APENAS as afirmativas (A) I e IV. (B) IV e V. (C) I, II e V. (D) I, IV e V. (E) I, II, III e V.

COMENTÁRIO

O MRP, como disse o enunciado da questão, é o planejamento das necessidades de materiais, ou seja, é um “documento”, uma previsão do que precisaremos em termos de material (todos os possíveis e imagináveis) para a produção de um período. É muito comparado nas bibliografias à receita de bolo, que diz exatamente do que você precisa e em que momento precisa daquilo, lhe dando os materiais e um pequeno passo a passo, para saber do momento certo que se precisa do material. É a mesma coisa o MRP, sempre faça essa analogia.

Quanto ao outro assunto, a teoria das restrições, é o estudos dos recursos gargalos da empresa. Recursos gargalos são os que afunilam a produção da empresa, ou seja, que limitam a produção como um todo. Não adianta termos uma máquina que processe 200 peças por minuto se depois dela a peça tem que passar por uma que processe somente 100, isso se chama gargalo de produção, os recursos gargalos são os que limitam a produção da empresa, dando o ritmo de produção da empresa.

Tendo isso, vamos às afirmativas:

I – O MRP determina o momento (tempo) e as quantidades em que cada material deve ser produzido. – Como eu falei, o MRP é a receita de bolo diz o que e quando cada material é necessário. CORRETO.

II – A produção puxada e a empurrada podem coexistir no mesmo processo produtivo. – Apesar de não ter falado na explicação, pelo nome é fácil deduzir o que é cada uma: EMPURRADA: uma estação de trabalho anterior (estação montante) faz sem se preocupar se a próxima (estação jusante) está apta a receber, vai simplesmente empurrando a produção. PUXADA: a estação posterior vem à anterior pedir o material, vem puxar o material para suprir sua produção. As duas podem coexistir sem problemas, inclusive posso citar como exemplo a fábrica de eletrodomésticos que trabalhei um tempo. Ela tinha a linha de geladeira dela, como produção empurrada, porém a linha de personalização para bares e restaurantes era puxada, eles iam na linha e pediam o tanto que queriam para personalizar. As duas coexistindo perfeitamente na mesma fábrica. CORRETA

III – Investir em um recurso não gargalo é sempre uma boa opção, pois reduz o tempo de ciclo total do produto. – Como foi dito, os recursos que limitam os ciclos de produção são os recursos gargalos, eles que “atrasam” a produção, então investir em recursos não gargalos na verdade só provocará um gargalo ainda maior. INCORRETA

IV – Para que uma linha de produção produza o máximo possível, é necessário que todos os seus recursos utilizem sua capacidade ao máximo. – Mesmo raciocínio do item III. Não adianta todo produzirem o máximo, é necessário que o gargalo produza o máximo e os outros produzam, pelo menos, igualmente ao recurso gargalo. INCORRETA.

V – No sistema MRP II, todos os recursos de produção são considerados, como, por exemplo, a capacidade das máquinas, a disponibilidade da mão de obra e os recursos financeiros. – O sistema MRP II (Manufacturing Resources Planning – Planejamento dos Recursos da Manufatura) é uma evolução do conceito do sistema MRP, englobando além dos materiais, todos os outros recursos e disponibilidades da fábrica, exatamente como diz a opção. CORRETA

RESPOSTA LETRA C

Galera, me ausentarei por um tempo, terça-feira o blog volta ao normal e com ritmo acelerado, para essa prova da PETROBRAS 2010 ser concluída até o dia 08/06.

Posts recentes

Ver tudo