Questões de Concurso

Com a mudança de foco do site, foi alterador o serviço de hospedagem. Na migração dos posts de questão, pode ter acontecido algum problema, o principal que identifiquei foi a ordem das questões, que não estão mais seguindo a ordem das provas.

Tentarei aos poucos ir ajeitando isso. Mas todas as questões estão disponíveis, nenhuma foi deletada.

24. (CESGRANRIO – TRANSPETRO – ADMINISTRADOR/2006)

Uma exigência que se faz a todo administrador de materiais é uma análise detalhada dos estoques. Na busca desses objetivos, os administradores dispõem de alguns indicadores. Dentre estes, o que mede a percentagem de itens corretos após o término do inventário físico é o(a):

(A) nível de rotatividade. (B) giro de estoques. (C) taxa de produtividade. (D) cobertura de estoques. (E) acurácia dos controles.

COMENTÁRIO (Integralmente comentada pelo novo colaborador de site: Lucas Frota)

Primeiramente deve-se observar que os itens a) e c) sequer dizem respeito à gestão de estoques, pois: a) Nível de rotatividade: está ligado à gestão de pessoas, pois mede o “giro de pessoas” num determinado período, ou seja, o número de colaboradores que a organização demite e admite em caráter substitutivo é possível medi-lo através da seguinte fórmula: (nº de admissões + nº de demissões) / 2 x nº padrão de colaboradores. Atenção, neste cálculo não se leva em consideração admissões e demissões decorrentes de expansão ou contração da estrutura organizacional, por exemplo relacionadas a crescimento e downsizing, respectivamente c) Taxa de produtividade: é um índice ligado aos processos produtivos, que transformam ou agregam valor ao que um dia fora armazenado (no caso de produtos físicos), ou ao processo de prestação/execução de um serviço. Este índice mede basicamente a relação entre os resultados e a quantidade de insumos (tempo, esforço, energia, matéria-prima, informação, etc) necessários ao processo produtivo. Ou seja, produtividade = resultados / insumos, Sob essa ótica, o objetivo empresarial deve-se guiar pelo aumento do numerador e pela diminuição do denominador.

Ok, alternativas a) e c) estão fora de cogitação. Vamos aos outros itens:

b) Giro de estoques: este indicador financeiro é ótimo para avaliar como administradores utilizam seus ativos (neste caso, o estoque) em comparação a concorrentes diretos. Seu cálculo mede a relação entre a compra (ou produção) e venda de mercadorias e o estoque médio para um determinado período (algo análogo ao nível de rotatividade, mas com mercadorias). Então, giro do estoque = custo das mercadorias vendidas / estoques. Por exemplo, se uma empresa tem estoque médio de 200 produtos, sob custo de R$ 2,00 cada, e vendeu 10.000 destes produtos em um ano, pode-se dizer que seu estoque “girou” 50 vezes no ano, pois giro do estoque = 10.000 / 200 (nº de unidades), ou = 20.000 / 400 (valor monetário). Interessante, mas não isso não discute controle de estoques e passa longe de inventário.

d) Cobertura de estoques: este é um índice simples, o qual mostra quantos dias (ou semanas, ou meses, ou anos!) o estoque médio pode suprir a demanda pelo produto armazenado. Ou seja, se temos em média 200 itens de um determinado produto em estoque e diariamente vendemos (em média) 40 destes itens, o estoque “cobrirá” a demanda por 5 dias. Simples, mas não promete a contagem correta de itens do inventário físico.

e) Acurácia de controles: embora a palavra “estoque” não esteja presente nesta alternativa, aqueles que sabem o significado da palavra “acurácia” acertariam esta questão facilmente. Ora, acurácia é exatidão! Vejam que a questão pede “o que mede a percentagem de itens corretos após o término do inventário físico”. O inventário físico é em si um controle. O que se pode esperar deste controle? Exatidão nos dados fornecidos! Dados CORRETOS! Não há como escapar, a resposta é letra e)

RESPOSTA LETRA E

#QuestõesComentadas #CESGRANRIO #Concurseiros #AdministraçãoCometada #NívelSuperior #Concursos #Administração

Posts recentes

Ver tudo